Lulu da Pomerânia: saiba tudo sobre o spitz alemão anão

Lulu da Pomerânia

O lulu da pomerânia é um cachorro conhecido pelo seu porte pequeno e uma pelagem que lembra os animais de pelúcia, ele é extremamente fofo e alegre. É por isso que muitas pessoas desejam ter esse animal como seus companheiros.

Porém, para cuidar bem do pet e se dar bem com a raça, é importante entender quais são as suas características e as principais dicas sobre o assunto, não é verdade? Então, preparamos este guia com tudo o que você deve saber sobre o lulu da pomerânia. Acompanhe!

Conheça a história e origem da lulu da pomerânia

O lulu da pomerânia é um cão da linhagem Spitz, que são originais da Alemanha no século XVIII, e tinha função de cão de guarda, caçador e puxador de trenós na época em que a raça ainda tinha um porte maior. 

A raça sofreu por diversas evoluções, sendo que atualmente a linhagem Spitz conta com 5 tipos, com portes variados: anão, pequeno, médio, grande e gigante, sendo o lulu da pomerânia o menor deles. 

O nome da raça foi dado apenas depois que ele chegou à Inglaterra, devido à sua origem: a Pomerânia é fica localizada na região norte da Alemanha e da Polônia. O reconhecimento da raça pelo English Kennel Club aconteceu em 1870 e pelo American Kennel Club em 1900. 

Mesmo depois desse reconhecimento, a raça passou por evoluções, diminuindo o tamanho, sempre com o pelo volumoso e mais arrepiado, com uma aparência extremamente adorável — uma verdadeira bolinha de pelos que dá muito amor aos tutores!

Afinal, existe diferença entre lulu da pomerânia ou spitz alemão?

Sim. O lulu da pomerânia é o nome popular dado ao spitz alemão anão, então é uma linhagem de spitz alemão, mas não necessariamente a mesma raça. No entanto, muitas vezes, as raças são tratadas como sinônimos, exigindo atenção para não confundir às descrições. 

Principais características da raça Lulu da Pomerânia

história e origem da lulu da pomerânia

Entender as características da raça é um dos pontos fundamentais para garantir a melhor escolha do seu companheiro. O lulu da pomerânia é bastante conhecido, então não é muito difícil de identificar. 

A pelagem que, muitas vezes, rende comparação com uma juba de leão, faz com que ele seja conhecido como “mini leão” em alguns países. Ele tem orelhas curtas e pontiagudas, bem acima da cabeça, então quase se escondem entre os pelos. Já a cauda é longa, erguida e enrolada. 

Isso tudo traz uma aparência que só podemos descrever como: muito fofa! Dependendo da tosa usada, parecem até os bichinhos de pelúcia. Porém, além dessas características, vale conhecer outros detalhes, não é? Veja só!

Expectativa de vida

Se você quer um companheiro para longos anos, temos uma ótima notícia: a expectativa de vida do lulu da pomerânia é de cerca de 15 anos. Obviamente, isso varia de acordo com cada animal, das condições de vida e da sua saúde — alguns cães vivem 17 ou 18 anos. 

Tamanho e peso

O lulu da pomerânia costuma ter entre 18 e 22 cm, sendo que os outros cachorros spitz costumam ter tamanhos maiores, entre 29 e 60 cm. Já o peso do cão saudável costuma variar entre 1 e 4 quilos.

Quais são os tipos de Lulu da Pomerânia?

A pelagem do spitz alemão anão pode ter diversas cores. Então, você pode encontrar lulu da pomerânia branco, preto, marrom, cinza prateado, laranja e outras variações. Uma curiosidade interessante é que os filhotes costumam passar por mudanças na cor do pelo até chegar na fase adulta. 

Entretanto, além das mudanças na cor, também existem alguns tipos de lulu da pomerânia que geram curiosidade. Descubra quais são:

Lulu da Pomerânia anão

Como se trata da raça spitz alemão anão, muitos também chamam de lulu da pomerânia anão. Desde que ele siga os padrões da raça, não há problemas. Mas é preciso ter atenção com os criadores que tentam criar cães ainda menores: além de não seguir os padrões reconhecidos, isso é prejudicial à saúde do animal. 

Portanto, sempre que ver anúncios de cachorro “lulu da pomerânia mini” ou “spitz alemão mini”, verifique as características do animal para ver se ele segue os padrões. Muitas vezes, o termo é usado apenas para ressaltar o pequeno porte do animal. 

Rosto de raposa

Também conhecido como Fox-Face, o cão tem o focinho mais comprido, semelhante aos das raposas, além de orelhas maiores. Os olhos são redondos e com cor de amêndoa.

Teddy Bear

Tem o focinho curto e arredondado, com bochechas mais salientes que fazem com o que o focinho pareça ainda menor. Os olhos são semelhantes ao rosto de raposa. Como resultado, eles são ainda mais parecidos com os ursos de pelúcia.

Baby doll pom ou Baby face

São parecidos com o Teddy Bear, mas tem o focinho mais plano e menos arredondado. Os olhos são mais elevados e mais escuros, sem serem tão amendoados como os dos demais tipos.

 

Personalidade e temperamento da lulu da pomerânia

pomerânia ou spitz alemão

Um dos atrativos dessa raça é a sua personalidade, que torna a convivência bastante agradável. Quer saber quais são os pontos de destaque da raça lulu da pomerânia? Olha só:

  • ele se adapta facilmente a outros ambientes;
  • gosta de gatos — ótimo para quem tem pets variados;
  • extremamente sociável, convive bem com outras pessoas;
  • adora brincar e é amigável.

Porém, ele tem uma inteligência mediana, que também afeta o seu aprendizado. Então, os treinamentos exigem mais esforços dos tutores para que eles aprendam os truques e práticas desejadas. E além do temperamento dócil, em alguns casos ele não se adapta muito bem com crianças ou com outros cães. 

E não se engane pelo tamanho pequeno: ele não se intimida facilmente — não se esqueça que, em sua origem, ele era um cão de guarda e caça! Isso pode trazer dificuldades para o tutor durante a educação, então é preciso ter pulso firme para controlar o pet, a fim de evitar que ele se torne agressivo.

Contudo, normalmente, o cachorro é bastante dócil, carinhoso e brincalhão, com um temperamento bastante equilibrado. Como consequência, ele não costuma ser o tipo destruidor ou desobediente, então o tutor pode ficar mais tranquilo. 

Como cuidar bem de uma Lulu da Pomerânia?

características da raça Lulu da Pomerânia

Se interessou por essa raça e quer saber quais são os cuidados necessários para acolher o pet em sua casa? Descubra os principais pontos de atenção sobre higiene, alimentação, saúde e bem-estar. 

Higiene

Os pelos exuberantes exigem cuidados para manter a sua beleza. É preciso fazer escovação diária, sempre com acessórios adequados, para manter a pelagem macia e brilhante. Os banhos não precisam ser semanais: observe a necessidade e sempre use produtos adequados para a raça. 

Também é preciso fazer o corte das unhas quando estiverem grandes para evitar machucados no animal ou que ele arranhe o ambiente. Por fim, não se esqueça da higiene bucal, escovando os dentes de uma a duas vezes por semana para evitar o tártaro e outros problemas de saúde.

Alimentação

A alimentação deve ser balanceada, sempre com ração e petiscos de qualidade, premium ou super premium, voltados para a raça ou o porte do animal. A idade também é um fator relevante, pois os alimentos são voltados aos filhotes, adultos ou cães idosos. 

Saúde e bem-estar

Os cães dessa raça costumam ser muito saudáveis, com baixo risco de desenvolver problemas crônicos. É por causa disso que sua expectativa de vida é tão alta. As ocorrências mais comuns entre lulus da pomerânia são as luxações patelares, que ocorrem entre vários pets de porte pequeno. 

Contudo, apesar de causar dores e dificuldades para caminhar, dependendo do estágio, ela tem tratamento e, em situações mais graves, pode ser reparada com uma cirurgia, devolvendo a qualidade de vida do animal.

Em relação aos cuidados, ele não precisa muito de exercícios, o que facilita a rotina de cuidados e faz com que ele se dê bem com espaços pequenos. O ideal é ter um tempo para caminhada, entre 30 e 40 minutos, sempre que possível. 

E não se esqueça do acompanhamento veterinário para dar vacinas e fazer exames, já que eles ajudam a prevenir e diagnósticas doenças, garantindo mais saúde para o seu companheiro.

Como cuidar de um filhote de Lulu da Pomerânia?

Personalidade e temperamento do cãozinho

Ter um lulu da pomerânia filhote exige alguns cuidados especiais. O primeiro é atenção com o pet em casa: por ser uma raça anã, os recém-nascidos são bem pequenos e durante muitos meses eles podem ser difíceis de enxergar. Então é preciso cuidar para não tropeçar ou machucar o cão por não perceber a sua presença.

Ele também é bem leve e frágil, portanto, você deve ter atenção sempre que pegá-lo no colo para não causar lesões. Também leve ao veterinário para fazer um check-up e siga o calendário de vacinação informado pelo profissional.

Principais dúvidas e curiosidades sobre a raça Lulu da Pomerânia

Se você ainda tem mais dúvidas sobre essa raça incrível, continue com a gente para esclarecer algumas perguntas frequentes!

Como é ter um Lulu da Pomerânia?

Esse é um pet muito fácil de conviver que adora a companhia do tutor, mas também consegue lidar bem como tempo sozinho. Porém, você precisa estar preparado para dar atenção ao cão, pois quando ele vê o dono ele costuma exigir um pouco de carinho e dedicação.

Caso receba visitas, saiba que ele é ótimo para conviver com mais pessoas e não costuma adotar um comportamento agressivo. No entanto, caso receba crianças é preciso ficar de olho, pois nem sempre ele se dá bem. Normalmente, uma proximidade lenta e a adoção de alguns cuidados pelos pequenos ajuda na convivência com o cão. 

Qual a melhor idade para adestrar um Lulu da Pomerânia?

As chances de sucesso ao adestrar o pet sempre são maiores quando o processo tem início enquanto ele ainda é filhote. De maneira geral, com cerca de 6 meses ele já consegue começar a aprender alguns truques simples.

Quantas vezes um Lulu da Pomerânia pode comer por dia?

O filhote pode comer entre três e quatro vezes ao dia. Já o cão adulto, a partir de 2 anos, pode comer uma ou duas vezes ao dia. A quantidade depende do peso do animal, geralmente sendo indicada na embalagem da ração. Porém, é sempre importante consultar o veterinário para não errar. 

Lulu da Pomerânia pode viver em apartamento?

A raça é bastante indicada para apartamentos e tem outra vantagem importante: ela consegue lidar bem com a ausência do tutor. Então, quem trabalha fora não precisa ter grandes preocupações, além de deixar o ambiente limpo, com água e garantir a alimentação do pet. 

Lulu da Pomerânia late muito?

O cachorro spitz alemão anão tem uma tendência de latir mais. Isso acontece pelo seu estado de alerta constante, resquício do seu “trabalho” como guarda e caçador. Então diante de situações estranhas, ele pode acreditar que existe algum perigo e late. 

A boa notícia é que isso pode ser trabalhado com o pet, educando-o desde cedo. Assim, ele cria o hábito de conviver com mais pessoas e outros animais, enquanto deixa de estranhar qualquer alteração. Como consequência, ele vai latir menos. 

Lulu da Pomerânia solta muito pelo?

cuidados com o Lulu da Pomerânia

A quantidade de pelos do lulu da pomerânia pode assustar um pouco e dar a impressão de que ele perderá muito pelo. Porém, isso não acontece com tanta frequência. Na verdade, ele perde uma quantidade média de pelos, então você não terá muitos problemas com isso, pois a limpeza pode ser feita facilmente com um aspirador de pó. 

Quanto custa um Lulu da Pomerânia?

O preço de um cachorro lulu da pomerânia varia de acordo com o canil e o criador, com uma janela bem grande de diferença: o valor fica entre R$ 4.500 e R$ 12.000. Quando os preços são muito baixos, provavelmente isso acontece porque tem alguma mistura na raça ou o canil não é confiável.

Um dos pontos essenciais ao optar por comprar um animal é ver como é a criação, principalmente sobre a qualidade de vida garantida às matrizes. Infelizmente, existem criadores que não cuidam corretamente dos pets, então é fundamental combater o problema comprando apenas de pessoas confiáveis. 

Então, este post esclareceu as características e os cuidados necessários com a raça? Não se esqueça de sempre utilizar produtos de qualidade para garantir a saúde e o bem-estar do seu pet: na New York Pets você encontra ótimas opções!

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a identificar se essa é a raça ideal para a sua casa. Com todas essas dicas, fica mais fácil entender se você terá condições de suprir todas as necessidades para dar qualidade de vida, carinho e muito amor para o cão. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu Principal